13 abril 2018
Categoria: Notícias
13 abril 2018,
 Off

Denis Bichuetti, docente do Departamento de Neurologia da instituição, foi convidado pelo senador Romário para audiência pública

Denis Bichuetti, docente da Unifesp, falando durante audiência pública no Senado sobre Neuromielite Óptica (Créditos: Geraldo Magela/Agência Senado)

No último dia 6 de dezembro, foi realizada no Senado Federal, em Brasília, uma audiência pública, proposta pelo senador Romário (Pode/RJ), para debater a criação do Dia da Conscientização sobre a Neuromielite Óptica, a ser comemorado todo dia 27 de março. Denis Bichuetti, docente do Departamento e Neurologia da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (EPM/Unifesp), foi um dos convidados para falar sobre o tema. A audiência faz parte dos trabalhos da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH).

A Neuromielite Óptica é uma doença autoimune que afeta o sistema nervoso central e pode provocar cegueira, paraplegia e tetraplegia, mas que tem tratamento preventivo. Ela já foi considerada uma variante de esclerose múltipla, mas hoje é classificada como uma doença à parte. “Na EPM/Unifesp, já acompanhamos mais de 150 pacientes nos últimos 20 anos, falamos sobre a doença em congressos nacionais e internacionais, tanto apresentando trabalhos quanto como convidados para ministrar aulas”, explica Bichuetti.

Além do docente da EPM/Unifesp, participaram da audiência Soniza Alves Leon, professora associada de Neurologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e pesquisadora na área de Neuromielite Óptica, e três pacientes portadores da doença.

Os vídeos da audiência podem ser acessados na página do Senado Federal.

Mesa de debates da audiência pública (Créditos: Geraldo Magela/Agência Senado)