26 setembro 2016
Categoria: Notícias
26 setembro 2016,
 Off

Na última quinta-feira (22/9), o Hospital São Paulo, hospital universitário da Universidade Federal de São Paulo (HSP/HU/Unifesp), realizou uma cerimônia de inauguração, pós-reforma, da nova Unidade de Internação da Neurocirurgia e Neuroclínica.

Em continuidade do Programa de Modernização do HSP, o espaço contou com o apoio do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), viabilizado pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares/Ministério da Educação (Ebserh), que disponibilizou recursos para a reforma e adequação da unidade.

Localizada no 6º andar da ala A, a unidade é dividida em 18 leitos. Cada quarto é composto por dois leitos equipados com régua de gases, armário, lavatório para assepsia e banheiro privativo e adaptado. O espaço foi remodelado, priorizando os padrões de qualidade, humanização, segurança e acessibilidade, proporcionando também bem-estar aos pacientes e aos usuários da unidade.

Um dos leitos da Unidade de Internação da Neurocirurgia e Neuroclínica.

Um dos leitos da Unidade de Internação da Neurocirurgia e Neuroclínica.

O presidente da Ebserh e responsável pelo programa Rehuf, Kléber Morais, falou sobre fortalecer os laços com o HSP. “Nós temos uma rede com 39 hospitais de todo o Brasil, de Manaus a Rio Grande do Sul, e vamos estreitar esse convívio, principalmente com o Hospital São Paulo. Essa é uma instituição que é um orgulho para a população. Temos uma parceria muito importante com o ministro Mendonça Filho, que tem olhado os hospitais universitários de uma maneira diferente e dado todas as oportunidades para que os nossos pleitos sejam atendidos”.

Klébler Morais, presidente da Ebserh.

Klébler Morais, presidente da Ebserh.

Já o superintendente do Hospital São Paulo, Roberto Ferraro, comentou sobre a importância da inauguração de mais uma unidade reformada. “Estamos entregando mais uma unidade de internação com uma melhor qualidade para o nosso paciente, que é o nosso foco principal, além de trazer um melhor local de trabalho para os nossos profissionais de saúde e os nossos alunos”.

Para o presidente da Academia Brasileira de Neurologia (ABN) e professor da Unifesp, Gilmar do Prado, a Escola Paulista de Medicina (EPM) e seus profissionais possuem uma grande influência na área da neurologia. “As pessoas que integram, que compõem e que dão o norte para a neurologia no país, vêm da EPM. São neurologistas e residentes que possuem uma reputação muito grande no país. Esta nova unidade, por exemplo, irá mostrar o que é necessário e adequado e esse padrão será estabelecido nos outros lugares que os residentes irão trabalhar”.

O chefe da Disciplina de Neurologia Clínica, Fernando Morgadinho, concordou. “Além de formar, durante todos esses anos, neurologistas, neurofisiologistas e neuropediatras do mais alto nível, que disseminaram os nossos ideais e o conhecimento por todo o Brasil, a Disciplina de Neurologia atua no desenvolvimento do conhecimento científico com impacto destacado quando comparado aos seus pares em todo o território nacional. Foi aqui, por exemplo, que se realizou o primeiro eletroencefalograma do país”.

Sergio Cavalheiro, professor titular da Disciplina de Neurocirurgia, também mostrou a importância da neurociência da EPM. “Embora as doenças neurológicas sejam permanentes, apenas 19% das escolas do Brasil contam com uma disciplina de neurologia. Portanto, nossos alunos saem bem formados e nossos residentes, atualmente, estão em primeiro lugar nos concursos de títulos de especialista. Nesse mês, por exemplo, recebemos da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia a incumbência de comandarmos o ensino da neurocirurgia no país”.

Da esquerda para direita, parte de cima: chefe da Disciplina de Neurologia Clínica, Fernando Morgadinho; presidente da ABN, Gilmar do Prado; professor titular da Disciplina de Neurocirurgia, Sergio Cavalheiro; superintendente do Hospital São Paulo, Roberto Ferraro. Parte de baixo: diretora da EPE, Janine Schirmer; diretora da EPM, Emília Sato; diretora do Campus São Paulo, Rosana Puccini; reitora da Unifesp, Soraya Smaili.

Da esquerda para direita, parte de cima: chefe da Disciplina de Neurologia Clínica, Fernando Morgadinho; presidente da ABN, Gilmar do Prado; professor titular da Disciplina de Neurocirurgia, Sergio Cavalheiro; superintendente do Hospital São Paulo, Roberto Ferraro. Parte de baixo: diretora da EPE, Janine Schirmer; diretora da EPM, Emília Sato; diretora do Campus São Paulo, Rosana Puccini; reitora da Unifesp, Soraya Smaili.

Estavam também presentes na cerimônia o diretor de Atenção à Saúde da Ebserh, Cláudio Saab; a reitora da Unifesp, Soraya Smaili; a diretora do Campus São Paulo, Rosana Puccini; a diretora da Escola Paulista de Medicina, Emília Sato; a diretora da Escola Paulista de Enfermagem, Janine Schirmer; o professor titular do Departamento de Neurologia e Neurocirurgia da EPM/Unifesp, Esper Cavalheiro; o professor emérito da EPM/Unifesp, José Carlos Prates; os diretores do HSP, membros do Conselho de Administração da SPDM e Conselho Gestor do HU, docentes, médicos, discentes, técnicos-administrativos e colaboradores.

Descerramento da placa com professores do Departamento de Neurologia e Neurocirurgia e presidente da Ebserh

Descerramento da placa com professores do Departamento de Neurologia e Neurocirurgia e presidente da Ebserh

 

Fonte: http://www.unifesp.br/noticias-anteriores/item/2392-hospital-sao-paulo-inaugura-nova-unidade-de-internacao-da-neurocirurgia-e-neuroclinica. Texto de Juliana Narimatsu